Detalhes do Artista/Banda

Pixinguinha

Carinhoso Batuta

Alfredo da Rocha Viana Filho, conhecido como Pixinguinha, nasceu no Rio de Janeiro, 23 de abril de 1897. Foi um flautista, saxofonista, compositor, cantor, arranjador e regente brasileiro. O compositor é considerado um dos maiores compositores da música popular brasileira e contribuiu diretamente para que o choro encontrasse uma forma musical definitiva. Em 1919, Pixinguinha formou o conjunto Oito Batutas, formado por Pixinguinha na flauta, João Pernambuco e Donga no violão, dentre outros músicos. Fez sucesso entre a elite carioca, tocando maxixes e choros e utilizando instrumentos até então só conhecidos nos subúrbios cariocas.
Quando compôs a famosa “Carinhoso”, entre 1916 e 1917 e “Lamentos” em 1928, que são considerados alguns dos choros mais famosos, Pixinguinha foi criticado e essas composições foram consideradas como tendo uma inaceitável influência do jazz, enquanto hoje em dia podem ser vistas como avançadas demais para a época. Além disso, “Carinhoso” na época não foi considerado choro, e sim uma polca.
Pixinguinha faleceu na igreja Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, na cidade do Rio de Janeiro, quando seria padrinho de um batizado em 17 de Fevereiro de 1973.

Principais discos de Pixinguinha:

  • A Velha Guarda – Sinter – 1955
  • Carnaval da Velha Guarda – Sinter – 1955
  • 5 companheiros – Pixinguinha e os Chorões Daquele Tempo – Sinter – 1956
  • Festival da Velha Guarda – Sinter – 1956
  • Assim é Que é – Pixinguinha e Sua Banda – Sinter – 1957
  • Pixinguinha e Sua Banda em Carnaval de Nássara – Sinter – 1957
  • Marchinhas Carnavalescas de João de Barro e Alberto Ribeiro – Pixinguinha e Sua Banda – Sinter – 1959
  • Alegria – Pixinguinha e Sua Orquestra – Musidisc – 1960
  • Carnaval dos Bons Tempos – Pixinguinha e Sua Banda – RCA Victor – 1967
  • Gente da Antiga – Pixinguinha, Clementina de Jesus e João da Baiana – Odeon – 1968
  • Som Pixinguinha – Odeon – 1971

Outros Grandes Artistas

Nada Encontrado