Detalhes do Disco

Piraretã

Ano: 1980
Referências: Anos 80
Estilos: MPB, Regional
Artistas: Tetê Espíndola

Tetê Espíndola ou Teresinha Maria Miranda Espíndola, nasceu em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, em 11 de março de 1954. Tetê é irmã de Humberto Espíndola, artista plástico de renome internacional, e foi por ele e a mãe Alba Miranda, que Tetê desenvolveu os dons artísticos entre as sessões de teatro que a mãe e Humberto encenavam, e entre as audições de rádio no período vespertino. Porém, a veia artística não vem só daí, pois na família havia primos-trigêmeos que se apresentavam em grandes orquestras, inclusive para Getúlio Vargas. Mas o primeiro a aprender a tocar violão em casa foi o irmão Sérgio, que ensinou Geraldo e este ensinou a Tetê.
Lançado em 1980 pela Polygram, “Piraretã” foi o primeiro disco solo de Tetê Espíndola.
Nesse disco a artista interpreta a faixa Tamarana, dos irmãos Arrigo e Paulo Barnabé e participou, posteriormente, do disco “Clara Crocodilo”, trabalho marcante de Arrigo Barnabé. Também é dele a valsa Londrina, que a cantora defendeu no Festival MPB Shell, da Rede Globo, em 1981.
Produzido e dirigido por Marcos Mainard o disco traz grandes músicos em sua formação, como é o caso de Zé Eduardo Nazário, Alzira e Geraldo Espíndola, por exemplo.
A faixa título foi bem tocada, embora este primeiro disco seja mais interiorizado, mais regional como sempre foi o forte de Tetê Espíndola mesmo sendo reconhecidamente uma grande cantora da MPB.
Neste LP com 12 faixas (6 em cada lado) tem outros bons destaques como as boas versões para canções conhecidas como “Refazenda” (composta e cantada por Gilberto Gil) e “O Cio da Terra” de Chico Buarque e Milton Nascimento, lindamente gravada por Milton e, ainda, uma versão para “Black Bird” de Lennon e Mc Cartney, aqui intitulada de “Melro” na adaptação de Carlos Rennó.

Faixas Deste Disco

Outros Grandes Discos

Mais a Descobrir: