Detalhes do Artista/Banda

Moraes Moreira

O Som do Brasil Subindo a Ladeira

Antônio Carlos Moreira Pires, melhor conhecido como Moraes Moreira é de Ituaçu, Bahia, nascido no dia 8 de julho de 1947, onde começou sua carreira tocando sanfona de doze baixos em festas de São João. Na adolescência aprendeu a tocar violão, enquanto fazia curso de ciências em Caculé, também interior da Bahia. Depois, mudou-se para Salvador e lá conheceu Tom Zé e, então, entrou em contato com o rock n’ roll. Mais tarde, ao conhecer Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, formou o conjunto Novos Baianos, onde ficou de 1969 até 1975. Juntamente com Luiz Galvão, foi compositor de quase todas as canções deste revolucionário grupo brasileiro.
O álbum Acabou Chorare, lançado pela banda em 1972, foi considerado pela revista Roling Stone Brasil como um dos 100 melhores álbuns da história da música brasileira. Moraes Moreira possui 40 discos gravados, entre Novos Baianos, Trio Elétrico Dodô e Osmar e ainda dois discos em parceria com o guitarrista Pepeu Gomes. Moraes se enquadra entre um dos mais versáteis compositores do Brasil, misturando ritmos como frevo, baião, rock, samba, choro e até mesmo música erudita.
Moraes Moreira saiu em carreira solo no ano de 1975, e teve como referências Braguinha, Zé Kéti e Lamartine Babo, entre outros. Passou a estudar os ritmos que compunham o carnaval: samba, marcha, marcha-rancho, frevo e foi um conceituado cantor do Trio Elétrico de Armandinho, Dodô e Osmar. Lançou em 1978 o sucesso “Pombo Correio”, música instrumental da dupla Dodô e Osmar que ele colocou letra. Como compositor, nos anos 80, estourou nas rádios e nos carnavais com “Festa do Interior” na voz de Gal Costa. Com mais de 30 discos gravados, suas composições que mais fizeram sucesso são “Acabou Chorare”, “Preta Pretinha”, “É Ferro na Boneca”, “Dê um Rolê” (todas estas composição com Luiz Galvão), “Lá Vem o Brasil Descendo a Ladeira” (com Pepeu Gomes), “Pão e Poesia”, “Meninas do Brasil”, “Bloco do Prazer”, “Coisa Acesa” (todas estas com Fausto Nilo).

Infelizmente, Moraes deixou a música e o mundo em 13 de abril de 2020, vítima de um infarto agudo do miocárdio.

Principais discos de Moraes Moreira:

  • Moraes Moreira – Som Livre – 1975
  • Cara e Coração – Som Livre – 1976
  • Alto Falante – Som Livre – 1978
  • Lá vem o Brasil Descendo a Ladeira – Som Livre – 1979
  • Bazar Brasileiro – Ariola – 1980
  • Moraes Moreira – Ariola – 1981
  • Coisa Acesa – Ariola – 1983
  • Pintando o Oito – Ariola – 1983
  • Mancha de Dendê Não Sai – Ariola – 1984
  • Tocando a Vida – CBS – 1985
  • Mestiço é Isso – CBS – 1986
  • República da Música – CBS – 1988
  • Baiano Fala Cantando – CBS – 1988
  • Moraes e Pepeu – Warner – 1990
  • Moraes e Pepeu – Ao vivo no Japão – Warner – 1994
  • Cidadão – Sony – 1991
  • Terreiro do Mundo – Polygram – 1993
  • Tem um Pé no Pelô – Som Livre – 1993
  • O Brasil tem Conserto – Polygram – 1994
  • Moraes Moreira Acústico MTV – EMI -Odeon – 1995
  • Estados – Virgin – 1996
  • 50 Carnavais – Virgin – 1997
  • 500 Sambas – Abril Music – 1999
  • Bahião com H – Atração Fonográfica – 2000
  • Meu Nome é Brasil – Universal – 2003
  • De Repente – Rob Digital – 2005
  • A História dos Novos Baianos e Outros Versos – Biscoito Fino – 2009

Outros Grandes Artistas

Nada Encontrado