Detalhes do Artista/Banda

Dona Ivone Lara

Sonho Meu, Sonho Seu

Yvonne Lara da Costa, mais conhecida como Dona Ivone Lara, nasceu numa família pobre do Rio de Janeiro aos 13 de abril de 1921. Com a morte do pai , quando tinha três anos de idade, e da mãe, aos doze de idade, Yvonne foi criada pelos tios e com eles aprendeu a tocar cavaquinho e a ouvir samba, ao lado do primo Mestre Fuleiro. Dona Ivone era formada em Enfermagem, com especialização em Terapia Ocupacional e foi assistente social até se aposentar em 1977. Nesta função trabalhou em hospitais psiquátricos, onde conheceu a Dra. Nise da Silveira. Casou-se aos 25 anos de idade com Oscar Costa, filho de Afredo Costa, presidente da escola de samba Prazer da Serrinha, onde conheceu alguns compositores que viriam a ser seus parceiros em algumas composições, como Mano Décio da Viola e Silas de Oliveira e compôs o samba “Nasci para Sofrer”, que se tornou o hino da escola. Registrou uma incursão pela música erudita, quando teve aulas de canto com Lucília Villa-Lobos, recebendo grandes elogios do marido desta, o grande maestro Heitor Villa-Lobos. Mais tarde, cada vez mais encantada pelo samba, aprendeu a tocar cavaquinho e, ainda nos anos 40, mudou-se para a Mangueira, onde conheceu outros sambistas e freqüentou rodas de samba. Mas com a fundação do Império Serrano, em 1947, passou a desfilar na ala das baianas desta escola, para a qual compôs alguns sambas-enredos, como “Não Me Perguntes” (com Fuleiro) e “Os Cinco Bailes da Corte ou Os Cinco Bailes da História do Rio” (com Silas de Oliveira e Bacalhau).
No ano de 1978, depois de participações em dois discos de samba (“Sambão 70”, de 1970 e “O Samba Fica? – Fica”, de 1974), abandonou definitivamente o oficio de enfermeira e gravou seu primeiro disco, pela EMI/Odeon, “Samba, Minha Verdade, Samba Minha Raíz” e, no ano seguinte, “Sorriso e Criança”, no qual estourou com o sucesso “Sonho Meu”, em parceria com Délcio Carvalho. A música foi premiada como a melhor daquele ano. Transferiu-se para WEA e lá registrou “Sorriso Negro” (1981), no qual gravou “a música Tendência” (com Délcio Carvalho). Em 1982, ainda pela WEA, gravou o LP “Alegria Minga Gente (Serra dos Meus Sonhos Dourados)”. Em 1985, gravou na Som Livre o LP “Ivone Lara” com “Se o Caminho é Meu”. Em 1998, estava na gravadora Columbia, onde gravou o disco “Bodas de Ouro”. No ano de 2001, já na gravadora Natasha Records, gravou o CD “Nasci para Cantar e Sonhar”. Como compositora, Dona Ivone Lara teve músicas gravadas por Clara Nunes e Roberto Ribeiro (“Alvorecer”), o trio Maria Bethânia, Ceatano Veloso e Gilberto Gil (“Alguém Me Avisou”), Paulinho da Viola (“Mas Quem Disse que Eu Te Esqueço”, com Hermínio Bello de Carvalho) e Beth Carvalho (“Força da Imaginação”, com Caetano Veloso).

Seu repertório é composto na maioria de sambas românticos, dolentes ou de inspiração em suas raízes africanas. Vejam os principais discos de Dona Ivone Lara:

  • Samba, Minha Verdade, Samba Minha Raiz – 1978
  • Sorriso de Criança – 1979
  • Sorriso Negro – 1981
  • Alegria Minha Gente (Serra dos Meus Sonhos Dourados) – 1982
  • Ivone Lara – 1985
  • Bodas de Ouro – 1998
  • Nasci para Sonhar e Cantar – 2001

Outros Grandes Artistas

Nada Encontrado